Quanto custa uma impressão 3D? Entenda o que afeta esse orçamento!

Há alguns anos seria insano cogitar a impressão de uma peça em três dimensões. Entretanto, graças à tecnologia e à inovação, hoje isso é possível. Por ser algo relativamente novo, muitas dúvidas podem surgir com relação a quanto custa uma impressão 3D e o que pode afetar um orçamento de impressão.

Em resumo, a impressão 3D produz objetos tridimensionais a partir de um dado digital. O processo pelo qual o objeto é produzido é chamado de modelagem por acumulação. Mas, se o desenvolvimento da peça depende somente da acumulação de um material, por que os custos são tão elevados?

Diversos fatores justificam o valor alto de uma impressão tridimensional. Entretanto, a variação dessas condições, por menor que seja, pode acarretar aumento ou diminuição brusca do orçamento. Por esse motivo, é importante entender sobre esses termos e como eles podem afetar o preço da impressão.

Desde a preparação do arquivo até a utilização de um suporte para a estabilização da peça, há diversas razões que podem alterar o orçamento de um projeto tridimensional. Entenda abaixo quais são essas condições e as características de cada uma.

Quanto custa uma impressão 3D? Quais fatores afetam o orçamento?

Confira logo abaixo quais são os principais fatores que acabam afetando uma impressão 3D.

1. Preparação do arquivo

A modelagem tridimensional é o primeiro passo para a impressão 3D de um objeto. Diversos softwares estão disponíveis para desenhar os projetos. Na verdade, muitos programas são específicos para cada finalidade. Sendo assim, após a criação do objeto é necessário utilizar outra aplicação para ajustar as configurações do protótipo.

A alteração no orçamento é referente à ferramenta utilizada, que dependerá das características do objeto que será impresso. Por esse motivo, é importante compreender as especificidades de uso antes de adquirir uma licença para utilização do aplicativo. Há também a possibilidade de comprar os modelos já prontos, pesquisar peças gratuitas online ou solicitar o serviço de um especialista.

Optar por fazer a preparação do arquivo pessoalmente, comprar um modelo ou contratar um profissional para realizar a tarefa são decisões que irão afetar diretamente o valor do orçamento total da impressão.

Se o seu intuito é conhecer mais sobre como preparar os arquivos e enviar para a prototipagem 3D, não deixe de fazer o download do nosso Guia da Modelagem para Impressão 3D.

banner guia da modelagem 3d

2. Equipamentos necessários

Além da impressora, há alguns equipamentos necessários para produzir um protótipo tridimensional. Computadores que sejam eficientes para uso de programas de modelagem, softwares específicos para as etapas da criação do projeto e o material selecionado para a impressão do objeto são os instrumentos básicos para a produção de uma peça tridimensional.

Boas empresas especializadas em impressões tridimensionais devem possuir os melhores equipamentos, dessa forma os custos podem ser mais elevados do que em empresas medianas do mesmo segmento. Além do mais, as companhias devem considerar o custo de depreciação dos seus equipamentos.

3. Material de impressão

O material utilizado na impressão também é um fator muito relevante para o orçamento. Há diversos materiais que podem ser usados para a impressão de um objeto, desde polímeros até compostos em metal. Com a variedade de possibilidades para impressão tridimensional, é comum haver materiais específicos para cada demanda.

É interessante entender as características do objeto que será produzido e optar pelo material que supra essas peculiaridades, sendo imprescindível considerar a aplicação da peça antes da escolha.

O custo do material está relacionado à quantidade do mesmo que será utilizada durante o processo de fabricação. Há também a variação de valores referentes ao material selecionado.

4. Quantidade de peças

Obviamente, a quantidade de objetos impressos também é um dos pontos que afeta o orçamento da impressão. Quanto maior o número de peças solicitadas, maior a quantidade de material utilizado e, consequentemente, maior o custo.

5. Altura da camada

A altura da camada é um fator inversamente proporcional à resolução do objeto. Quanto maior a altura, menor será a resolução que a peça terá. A resolução padrão é suficiente para a maioria dos projetos. Entretanto, em alguns específicos são necessárias alturas de camadas adequadas ao processo.

A altura de camada também é inversamente proporcional ao tempo gasto durante a impressão. Outro fator está relacionado à quantidade de material: quanto maior a altura escolhida, menos filamento será utilizado. E é nesse sentido que a altura de camada afeta o orçamento.

Esse parâmetro deve ser avaliado de acordo com a característica da peça. Objetos mais detalhados necessitam de uma maior resolução, sendo necessário utilizar uma menor altura de camada.

6. Espessura da parede (casca)

As paredes estão relacionadas ao perímetro externo do protótipo, elas são impressas na parte externa e interna do objeto. A espessura é a quantidade de camadas de parede que a peça impressa terá. Quanto maior a espessura da casca, maior a quantidade de material utilizado e, consequentemente, maior o custo.

Em objetos que necessitam de maior resistência, é interessante utilizar uma espessura de parede maior. Em peças decorativas, por exemplo, a casca não precisa ser tão rígida e espessa.

7. Preenchimento da peça

O preenchimento é a configuração que definirá se o objeto será maciço ou oco. Além disso, ele também está aliado à resistência da peça impressa. Um alto grau de preenchimento impede danos à impressão final do protótipo. Quanto maior a porcentagem de preenchimento, maior será a quantidade de matéria utilizada e maior o custo.

8. Necessidade de suporte

A necessidade de suporte em determinada peça é um dos fatores que pode aumentar o orçamento, já que é necessário a utilização de material para criação desses apoios que, após a impressão do protótipo, serão descartados. Apesar disso, sua utilização é indispensável na impressão de objetos que não possuam bases, como no caso das pontes.

Como já mencionado, os custos elevados da impressão 3D estão relacionados a diversos fatores. Entretanto, os que mais afetam o orçamento da impressão individual são a altura da camada, a espessura da parede, a necessidade de suporte e a porcentagem de preenchimento da peça.

Com exceção da necessidade de suporte, as outras três características são as configurações mais importantes a serem analisadas, pois podem modificar completamente a estrutura e a aparência da impressão final.

Para saber quanto custa uma impressão 3D é necessário pensar na finalidade da peça impressa e quais características terão de ser supridas para que a impressão seja adequada ao seu propósito. Dessa forma, será mais simples compreender o orçamento cotado e o custo despendido.

Que tal ter o seu projeto avaliado por um especialista? Solicite o seu orçamento de impressão 3D para prototipagem com a MUV agora mesmo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *