Conheça os principais processos de produção e saiba como implantá-los

Os processos de produção ou processos produtivos oferecem uma visão clara e detalhada para cada fase do ciclo produtivo de uma empresa. Eles têm a função de reduzir erros, retrabalho, tempo, dinheiro gasto erroneamente, variações de qualidade e atrasos em entregas.

Dessa forma, com a padronização e mapeamento, podemos controlar todas as informações obtidas, ajudando a criar oportunidades de negócio e melhorar o trabalho de sua equipe. Assim, temos uma estratégia útil para qualquer empresa, independente se for de pequeno, médio ou grande porte e também do seu segmento.

Leia este post até o final e conheça as principais categorias de processos de produção e como implantá-las em sua empresa. Vamos começar?

O que são processos de produção?

Um processo produtivo é definido como um conjunto de operações e etapas que, realizadas sucessivamente, são úteis para obtenção de um bem ou serviço dentro de um prazo adequado e com a qualidade desejada.

O processo de produção precisa considerar todas as características do mercado para atender e ajustar-se às suas demandas. O motivo para os processos de produção e a demanda precisarem estar alinhados, é evitar que ocorram crises dentro da empresa como uma demanda excessiva que cause desabastecimento, por exemplo.

Atualmente, as empresas são cada vez mais cobradas e a exigência dos clientes cresce a cada dia. Para agradar e suprir essas exigências, as empresas estão em busca de novos modelos de gestão. Assim, percebemos que os processos de produção estão ganhando destaque nas empresas.

O método de gestão organizacional facilita o encontro de informações e ajuda as empresas a reduzir seu tempo ocioso, além de proporcionar eficiência e eficácia em seus processos. A seguir, conheça os principais tipos de processos e como implantá-los em seu negócio.

Principais processos de produção

Atualmente, podemos encontrar uma enorme variedade de tipos de operações realizadas pelas empresas. Isso possibilita a busca por um processo que ofereça a melhor estratégia para cada empresa.

Desta forma, existem inúmeros estilos de processos produtivos. No entanto, é preciso conhecer e entender cada um desses processos para saber qual se encaixa melhor em suas necessidades. Vamos lá?

Processos de projetos

Esse modelo é conhecido por realizar projetos de baixo volume com alto nível de customização. O processo de projetos é uma sequência de operações, porém, o processo para cada uma delas é único e criado especialmente a pedido dos clientes.

Assim, ele se torna um processo específico para um determinado cliente, embora seja possível encontrar processos similares. Para implantar o processo de projeto é necessário o comprometimento de todas as lideranças envolvidas.

As equipes são coordenadas através de processos definidos com o objetivo de buscar os melhores resultados com mais liberdade. Os benefícios deste processo estão ligados a um bom gestor, se os processos são seguidos corretamente é possível entregar seu produto final com mais desempenho e qualidade.

Processos de jobbing

O processo de jobbing é parecido com o de projetos, pois também funciona para baixo volume e permite grande variedade.

No entanto, enquanto no processo de projetos os recursos eram criados especificamente para cada produto, no processo de jobbing eles são compartilhados. Assim, para fabricar novas peças os funcionários dividirão sua matéria-prima, por exemplo.

O processo de jobbing pode ser usado por empresas de diversos setores, como:

• Consultorias;

• Serviços médicos;

• Restaurantes;

• Transportes.

Os processos de jobbing têm diversas vantagens como variedade de produtos, flexibilidade quando usada em massa, além de proporcionar um trabalho de qualidade.

Processos em lote

Como o nome já diz, os processos em lote têm como característica a produção de produtos em lotes. Ele é conhecido por produzir uma baixa variedade de produtos e uma grande quantidade de peças. Ele pode ser usado na produção de roupas ou calçados.

Na produção em lote é necessária a utilização de diferentes equipamentos e sua adaptação exige mão de obra especializada, devido às mudanças em calibragens, acessórios e ferramentas.

A produção em lotes ajuda empresas que estão em busca de produtos de alta qualidade usando tecnologias avançadas. Utilizando a produção em lote você pode gerenciar os processos de forma coordenada e justa, evitando possíveis erros, como atrasos.

A produção em lotes consegue produzir produtos com características diferentes. Ao finalizar um lote, ele pode voltar a ser feito futuramente. Na produção em lote as máquinas são unidas em uma mesma série ou bateria, que é a capacidade de produção.

Produção em massa

A produção em massa é usada para fabricar uma alta quantidade de produtos, porém, com uma pequena variedade entre eles. Os processos são padronizados e têm a possibilidade de serem automatizados para produzir produtos similares, com pouca ou nenhuma diferenciação.

Ainda assim, os processos de produção em massa têm um volume maior do que processos em lote. Eles podem ser usados na fabricação de automóveis e eletrodomésticos, por exemplo.

Com a produção em massa é possível otimizar o uso do seu capital, ou seja, aproveitar a alta quantidade de máquinas em relação ao número de trabalhadores. Graças ao custo baixo do trabalhador comparado aos outros processos de produção. Porém, é necessário um investimento alto com maquinário, e é preciso que seja assumido o risco pelo empresário.

Processos de produção e a indústria 4.0

Com o avanço da tecnologia estamos vivendo uma fase de transformação digital dentro da indústria, esse movimento é conhecido como a indústria 4.0. Essa revolução entende que é preciso conectar máquinas, sistemas e ativos para criar redes inteligentes em toda a sua produção. Assim será possível controlar inúmeras ações de forma autônoma.

Dessa forma, as fábricas conseguirão agendar reparos, antecipar falhas e adaptar-se às mudanças ao longo da produção. Um exemplo dessa tecnologia é o uso de impressoras 3D na indústria. Com a impressão 3D é possível reduzir de forma significativa custos com desenvolvimento e fabricação de produtos, protótipos e peças para reposição. Além do mais, as novas tecnologias de produção já estão substituindo ou complementando os modelos mais antigos.

Todos os processos de produção que vimos ao longo deste texto têm o mesmo objetivo: tornar a produção dentro da indústria em processos otimizados e simplificados com segurança e qualidade. Você gostou deste texto sobre os principais processos de produção? Aproveite a visita para assinar a nossa newsletter e fique por dentro de outros conteúdos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *