Polímeros termoplásticos e termofixos: Entenda suas características e aplicações

Entender os polímeros termoplásticos e termofixos pode agregar uma nova perspectiva de trabalho e visão sobre para o que eles são úteis e como podem impactar de forma profunda a sua forma de utilização. Afinal, assim é possível ter uma noção completa de como funcionam.

Entendendo o que são polímeros

Em primeira instância, entender o que são os polímeros é muito importante para entender o que são polímeros termoplásticos e termofixos. Em suma, eles se caracterizam por ser macromoléculas constituídas por meio de unidades menores.

Essas unidades são conhecidas como monômeros e possuem ligação entre si. Tal ligação ocorre através de ligações covalentes. Como o próprio nome sugere:

  • Poli: mais de um.
  • Mono: um.

Logo, monômero significa uma molécula que constitui-se através de somente um mero. Já polímero, é a definição de algo constituído por vários meros. 

Polímeros termoplásticos

Todos os polímeros termoplásticos são caracterizados por cadeias poliméricas. Assim, essas cadeiras se unem por força de uma atração intermolecular que ocorre de forma secundária. Por conta de serem forças que possuem uma atração relativamente baixa, acabam se rompendo facilmente através de uma determinada temperatura.

A partir do momento em que se rompem, esses materiais acabam se fundindo, mas sem que haja degradação. Além disso, todos, sem exceção, polímeros termoplásticos são 100% recicláveis. Por conta disso, desde que o seu descarte seja feito da forma correta, não há problemas em relação ao meio ambiente. Tudo isso faz com que eles sejam ambientalmente corretos e não nocivos.

Além disso, oferece uma vasta área de aplicação, o que colabora para que seja utilizado em uma série de processos. Diferente do que muitas pessoas pensam, os polímeros termoplásticos estão mais presentes do que nunca no dia a dia de muitas pessoas.

A diferença é que nem todas sabem identificá-los. Ainda assim, se mostram muito vantajosos quando são utilizados para tais finalidades, já que possuem uma vasta aplicação e podem ser utilizados de várias maneiras e por diversas vezes.

Principais aplicações

Como dito anteriormente, os polímeros termoplásticos podem ser utilizados das mais variadas formas. Uma prova de sua versatilidade é que o seu próprio nome sugere a utilização de plásticos de maior flexibilidade.

Entre suas principais aplicações, pode-se citar a sua grande utilização para fabricar produtos dos mais diversos segmentos do mercado. Afinal, são materiais altamente versáteis e que podem ser moldados com facilidade através de processos de transformação.

Isso significa que eles podem ser facilmente usados em peças de grande complexidade geométrica. Para ter uma ideia melhor da versatilidade, o termoplástico pode ser utilizado em:

Levando em consideração a infinidade de utilizações pelas quais é cabível, é possível deduzir que os polímeros termoplásticos estão em grande maioria dos objetos que nos cercam e cujos quais utilizamos.

Polímeros termofixos

Após entender o que são os polímeros termoplásticos, ter uma noção mais aprofundada sobre polímeros termofixos também é uma ótima opção. Logo, esses polímeros são caracterizados por possuírem cadeias poliméricas que unem-se entre si. 

Aliás, essa união ocorre através de ligações cruzadas que são resultados da atração intramolecular primária que ocorre. A partir do momento em que ocorre o emprego de temperatura, essas ligações de rompem e degradam o material.

Logo, os polímeros termofixos não são recicláveis, mas podem ser utilizados novamente através da sua redução de tamanho e partículas. Esse ato pode ser feito através de um processo conhecido como moagem. 

Assim, podem ser reutilizados junto a pneus velhos, por exemplo, que são utilizados como cargas em asfaltos e concreto. A partir dessa resistência que possui, já que é um termofixo, tem também ótimas aplicações e colabora para que diversos equipamentos sejam feitos a partir desse material.

Principais aplicações

Como são materiais resistentes e duráveis, possuem dificuldade em se desfazer a partir de altas temperaturas. Logo, possuem uma ótima resistência mecânica e uma resistência química. Por conta dessas características, podem ser considerados materiais que estão presentes de forma ampla na fabricação de uma série de produtos. Por exemplo:

Qual a principal diferença entre ambos?

De forma prática de entender, os polímeros termoplásticos podem ser entendidos a partir de um pequeno teste: se colocar uma boneca infantil no sol forte, ela adquirirá uma consistência extremamente macia, quase como se estivesse derretendo.

Isso significa que os polímeros termoplásticos possuem a ótima vantagem da remodelagem e isso significa que podem ser reciclados infinitas vezes, quantas vezes julgar necessário. Afinal, em sua composição existem fios longos que podem ser encontrados ramificados ou lineares. 

Em contrapartida, os polímeros termofixos, como o nome sugere, têm uma dureza muito maior. Com sua estrutura muito mais rígida, possui ligações cruzadas. Quando ele está sendo preparado, é aquecido para formar pontes fixas em sua estrutura, o que explica o fato de ter alta resistência em temperaturas altas.

Um exemplo muito tradicional de polímero termofixo, é a baquelite. Ela é cara caracterizada por ser um tipo de termofixo. Dessa forma, é comumente encontrada em diversos utensílios domésticos, como por exemplo os cabos de frigideira.

É possível notar que frigideiras de marcas de ótima qualidade, podem ser expostas a uma boca de fogo alto no fogão, e ainda assim o seu cabo se manterá seguro, resistente e perfeitamente normal para que a pessoa continue utilizando-a.

Isso significa que o termofixo está presente no cabo, nesse caso em forma de baquelite, ele se mostra extremamente resistente (duro) seguro, já que, por conta da alta resistência às altas temperaturas, não aquece no fogo e não transmite o calor para a mão. Logo:

  • Polímeros termofixos: materiais resistentes ao calor, não recicláveis.
  • Polímeros termoplásticos: materiais com maior flexibilidade, mostram um pouco mais de sensibilidade ao calor e são recicláveis.

Polímeros em impressão 3D

Os polímeros termoplásticos e termofixos também podem ser encontrados facilmente na impressão 3D. Afinal, como foi possível observar, estão constantemente presentes na fabricação de peças e objetos. Como é abrangente, pode ser utilizado para realizar uma série de projetos e materiais.

Acompanhe as novidades, assine a newsletter!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *