Manutenção industrial e Impressão 3D: Um elo para resolver problemas complexos e ter mais confiabilidade

Lembro-me de uma bela tarde de segunda-feira estar executando as minhas tarefas rotineiras quando tocou o telefone. Era um encarregado de manutenção industrial de uma empresa alimentícia que, ao dizer alô, parecia estar ofegante. Enquanto conversávamos formalmente, ele me pediu para que eu me dirigisse até a empresa para qual ele trabalhava, visto que estava enfrentando sérios problemas.

Na mesma hora me prontifiquei, mesmo sem saber muitos detalhes de sua preocupação. Chegando lá, o encarregado pela manutenção industrial começou a me relatar a real situação do problema. Prontamente com papel e caneta em mãos, comecei a rabiscar de forma abreviada todas as suas observações.

Em uma avaliação visual dos componentes que tinha me apontado, percebi uma adaptação bem sucedida e perguntei: “Isso é recente?”. Sem pensar, ele respondeu: “Isso estava há um tempão trabalhando desse jeito’’. 

Então percebi que estava incomodado com aquela situação. Na continuação da conversa, ele me relata novamente que já tinha tentado repor com as peças originais, mas mesmo assim que quebravam constantemente quando manuseadas com frequência. Então respondi: “Só te resta fabricar a peça.”. E ele respondeu: “Isso mesmo, como não temos capacidade de fabricar aqui na empresa, minha primeira reação foi entrar em contato com uma empresa especializada em impressão 3D, porque conheço vários dos processos de fabricação, mas não consigo sozinho definir exatamente qual me atende dentro do que preciso.”.

Nesse instante, toda a anotação feita anteriormente pôde ser colocada em prática. Perceba que existe maneiras de solucionar problemas, desde que as pessoas envolvidas estejam dispostas a fazê-las. 

Top problemas da manutenção industrial

A seguir irei listar 3 problemas que frequentemente me deparo enquanto converso com as empresas:  

  1. Essa máquina é bem antiga e não consigo mais referência da peça para pedir uma nova e nem representante autorizado; 
  2. Costumo importar esta peça, mas ela leva bastante tempo e eventualmente vem errado para o que preciso; 
  3. Preciso comprar o conjunto completo e várias peças de uma só vez, pois não consigo somente aquela específica.

Posso garantir para você que essa situação é bem comum e antiga. Se  você ainda não passou por alguma dessas situações, pode acontecer sem que você espere e esteja preparado para agir. 

Motivos para não realizar a manutenção adequada não faltam, mas acredito que o maior responsável por esse problema é a dificuldade com a programação da manutenção. Hoje, com os equipamentos cada vez mais sofisticados, é necessário usá-los pelo maior tempo possível para justificar a aquisição da máquina.

Fazendo uma analogia rápida, posso dizer que os problemas listados possuem causas muitos semelhantes. A “parada de máquina” é algo completamente desconcertante para uma empresa, a qual precisa produzir sem interrupções.

Para me fazer ainda mais claro, posso dizer que a manutenção está em constante avanço como qualquer outro setor dentro da indústria. Sendo assim, essas mudanças são perceptíveis até mesmo para quem não acompanha os trabalhos diariamente, basta olhar para a manutenção dos nossos veículos.

Quem imaginaria que não é mais necessário o ouvido treinado do mecânico? Basta plugar alguns cabos e o diagnóstico de falhas está pronto. Agora, levando isso a uma corporação além dessa facilidade tecnológica, a mudança também está focada em formas estratégicas dentro das atividades da  organização, como você verá a seguir.

Um novo paradigma para as indústrias

Atualmente, o ato de consertar se transformou em uma atividade de equipe de modo a manter a disponibilidade dos ativos da empresa. Para compreender essa mudança, pode-se dividir em 4 pequenas fases, onde a ideia inicial dentro da manutenção industrial era usar os equipamentos até a falha acontecer, não havendo nenhuma visão estratégica, pois o foco era apenas a máquina.

Posteriormente, começa-se aos poucos  aumentar a complexidade das máquinas e, dessa forma, precisava-se controlar os gastos com essas manutenções e executar procedimentos de planejamento das manutenções. A partir daí, passou a existir o foco nos departamentos. 

Em seguida, com a demanda crescente, houve a necessidade de aumentar a disponibilidade dos equipamentos. Então, incluiu-se uma manutenção monitorada em tempo real para anteceder uma possível falha. Agora, tem-se uma visão do sistema como todo e, finalizando, pega-se todas essas informações geradas pelo monitoramento real e tratamos essas informações como gerenciamento de ativos.

Houve uma necessidade maior de melhorar a confiabilidade dos equipamentos, abrangendo toda a cadeia de suprimentos da manutenção industrial e agora  é necessário fazer a manutenção menos com menos. 

Veja que as ações da manutenção industrial ainda continuam sendo as mesmas:

  • Manter uma peça;
  • Restaurá-la;
  • Repô-la; entre outras. 

A intenção, de fato, é que tudo se mantenha com o melhor funcionamento possível, fazendo com que seja possível operar e entregar pedidos de maneira segura e adequada.

Após perceber a enorme abrangência da manutenção, as indústrias começam a procurar alternativas que justifiquem essa nova abordagem das manutenções rotineiras, pois muitas vezes as alternativas são atingidas internamente, já outras precisam ser recorridas a terceiros.

Nesse momento, contar com uma das alternativas acessíveis hoje, a impressão 3D pode ser uma boa forma de suprir problemas pontuais da indústria e colaborar para que a estratégia seja satisfatória, ou não afete gravemente a imagem da empresa por descumprimento de prazo.

Hoje, você consegue mensurar a sua dependência por serviços internos somente para a área de manutenção? Infelizmente, essa é uma realidade muito comum, já que muitas empresas acabam buscando soluções momentâneas a partir do momento em que os problemas estão, de fato, em um nível onde podem prejudicar de forma definitiva a reputação e o bom funcionamento da corporação.

Nesse sentido, é de suma importância que uma indústria que almeja se manter competitiva no mercado conte com a impressão 3D para otimizar o processo de manutenção industrial e garantir a produtividade e a satisfação de seus clientes.

Assine nossa newsletter e fique por dentro de mais assuntos como este!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *