Como a Impressão 3D gerou US$ 300.000 de economia para a General Motors

Impressão 3D

Quando a fábrica de montagem da General Motors adquiriu uma impressora 3D de US$ 35.000, eles não imaginavam que teriam uma economia de US$ 300.000 em dois anos fabricando protótipos e ferramentas por impressão 3D.

No entanto, a empresa espera obter uma economia de milhões de dólares no futuro. Com a padronização da tecnologia em todas as suas fábricas em todo o mundo.

Nos últimos anos, em todo o mundo, as empresas estão confiando na impressão 3D para ajudar a acelerar a produção e economizar. A General Motors (GM) – montadora multinacional americana – não é diferente delas, no entanto.

Desde que a empresa começou a utilizar a impressão 3D, conseguiu otimizar as operações e gerar uma grande economia. A maioria das fábricas da General Motors já possui impressoras 3D. Agora a empresa está expandindo isso desde que percebeu quanto dinheiro a tecnologia pode ajudar a poupar.

Impressão 3D = Economia de tempo e dinheiro

A economia gerada com a impressão de ferramentas e prototipagem pode fazer uma grande diferença para uma empresa de fabricação global. Ao comprar uma impressora 3D para cada fábrica, a empresa acredita que verá uma economia ainda maior nos próximos anos.
Gastando US$ 35.000 para economizar US$ 300.000
É claro que, para uma empresa como a GM, US$ 35.000 não são um grande investimento.

Mas a economia que essa “barata” tecnologia oferece não deve ser desprezada. Por exemplo, a empresa estava pagando a terceiros cerca de US$ 3.000 por uma ferramenta que auxilia no alinhamento dos números do veículo no motor e na transmissão.

No entanto, a fábrica descobriu que essa peça pode ser impressa em 3D por menos de US$ 3.

A fábrica de Lansing Delta Township comprou, inicialmente, a impressora 3D para criar caixas de kits para peças. Porém, não demorou muito para que a máquina imprimisse uma grande variedade de itens diferentes devido a solicitações de funcionários.

Esses itens que estão sendo impressos não estão apenas ajudando a empresa a economizar dinheiro, como também estão melhorando a segurança.

Dessa maneira, a empresa está trabalhando na padronização da impressão 3D em todas as suas fábricas. A implementação desta tecnologia é uma parte importante de um projeto maior que a GM chama de “Manufacture 4.0”.

Para isso, uma série de novas ferramentas e processos de fabricação também estão sendo implementados. Assim, uma grande linha colaborativa está sendo criada em torno de humanos, drones e big data.

Empresas vivenciam os benefícios da tecnologia

GM não é caso isolado quando se trata de economia. Junto com a General Motors, muitas outras empresas estão vivenciando a economia proporcionada pelo investimento em tecnologia de Impressão 3D.

Para a Strakka Racing, uma equipe britânica de carros esportivos, usar a impressão 3D garantiu uma grande experiência positiva. A empresa a usou para garantir que seu carro de corrida estivesse pronto para a sua estreia em 2015 em Silverstone. O carro, 15% impresso em 3D, marcou um pódio no Campeonato Mundial de Endurance.

O diretor da equipe, Dan Walmsley, explicou que a empresa começou com algumas peças pequenas, que eram impressionantemente duráveis, e depois passaram para peças de metal e plástico maiores e mais complexas.

“É revolucionário. É mais barato e mais rápido do que os métodos tradicionais de fabricação, além de dar aos nossos engenheiros a chance de serem mais criativos”, diz Walmsley.

Os benefícios da impressão 3D também são reconhecidos por empresas muito menores em outros setores. A Astro Lighting, uma produtora de iluminação contemporânea, usa impressoras 3D para criar projetos de iluminação e ter uma ideia de como seus produtos vão funcionar.

A indústria médica também tem benefícios

A impressão 3D também tem transformado negócios dentro da indústria médica. Uma empresa de saúde que adota a tecnologia é a Nuada Medical, que desenvolve modelos impressos em 3D da próstata para pacientes com câncer, bem como para os cirurgiões.

“Precisávamos de modelos altamente precisos para nos ajudar a lidar com pacientes com câncer de próstata. Quando discutimos opções de diagnóstico e tratamento”, diz a diretora de marketing e marca, Clare Delmar. “Os cirurgiões também precisavam de modelos mais precisos para o planejamento da cirurgia.”

A empresa resolveu ambos os problemas criando modelos 3D baseados em imagens 2D de ressonância magnética. Esses modelos que revelam um quadro altamente preciso do tamanho, localização e densidade das lesões cancerígenas na próstata.

Porém, ao contrário dos outros setores discutidos nesse artigo, a impressão 3D para fins médicos ainda apresenta uma menor economia. Com o tempo, no entanto, é esperado que o custo diminua, pois a impressão 3D para fins médicos terá uma grande utilização.

A impressão 3D não substitui os meios tradicionais de fabricação

Coisas semelhantes podem ser ditas sobre muitas outras empresas. A impressão 3D não substitui sistemas inteiros.

Em vez disso, está abrindo oportunidades para que as indústrias possam ser mais criativas e experimentais, poupem dinheiro e desenvolvam melhores resultados finais mais rapidamente.

Seja para uma pessoa lutando contra uma doença ou um carro que precise ser mais econômico e veloz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *