Como a manufatura aditiva pode ajudar a indústria a otimizar seus ciclos

Entenda como a aplicação da manufatura aditiva na indústria, pode tornar possível a eliminação da necessidade de aguardar meses a chegada de peças importadas que fazem com que as máquinas fiquem paradas e o lucro não prevaleça em seu setor.

Acompanhe a seguir exemplos de aplicações no seu cotidiano, que podem contribuir para a economia de tempo, processos e investimentos de uma maneira mais inteligente.

Manufatura Aditiva versus Indústria

Quando pensamos em impressoras 3D, qual é uma das primeiras aplicações que a grande maioria das pessoas tem em mente? Decoração? Brindes? Ao elevar o olhar para pensar em nível industrial com uma grande necessidade de eficiência produtiva, isso muda completamente de figura.

Assim, a manufatura aditiva, comumente chamada de impressão 3D é uma das maiores integrantes da indústria 4.0. Graças às novas tecnologias podemos:

  • Reduzir custos;
  • Prazos;
  • Ampliar a eficiência;
  • Produzir peças com aditivos plásticos, principalmente nylon industrial, que são resistentes a torke, pressão e alguns tipos de produtos abrasivos. Tudo depende do material utilizado. 

 

Emergências industriais 

Sabemos que emergências acontecem, por melhor que seja a programação da manutenção preventiva das máquinas, infelizmente todos estão sujeitos a enfrentar situações adversas no dia a dia de uma fábrica. Em alguns casos esta emergência faz com que a máquina precise ficar parada por meses, pois a peça danificada é importada e cara. 

Verificando as especificações técnicas e com o auxílio de um profissional capacitado, conseguimos identificar se é possível aplicar a manufatura 3D, podendo assim colocar aquela máquina em produção novamente, ajudando a manter os gastos reduzidos no centro de custos do seu setor e claro, o melhor e mais importante: ter uma alternativa para situações emergênciais, deixando de ser tão dependente de importações demoradas.  

 

 

Criando novas possibilidades através da aplicação 3D

Modelar uma peça em 3D é um processo diferente da criação de produtos onde utilizamos moldes, neste caso a grande vantagem é de não haver a necessidade de efetuar a criação de um molde em aço inoxidável que por si só já possui um custo mais elevado.

No caso de peças únicas ou com quantidades inferiores a 500 peças, torna-se inviável a execução do projeto, excluindo as chances de testes em tamanhos e espessuras diferentes ou com uma variedade grande de detalhes.

Por outro lado, uma maneira (técnica?) de produzir peças não elimina a outra, existem situações de peças com tamanhos muito grandes onde a injeção é uma ótima saída, por poder criar uma peça única, sem a necessidade de encaixes ou confeção em partes para depois uni-las.

 

Outra grande vantagem da injeção de polímero ou alumínio fundido, é a criação de peças mais maleáveis como peças de silicone e plásticos de baixa densidade, polímeros de plástico não biodegradável e com espessura variável entre 18 e 30 micrômetros como é o caso das sacolas plásticas que recebemos nos mercados. 

 

Sabemos que na indústria, é indispensável a precisão, organização e agilidade de entrega, pontos que a impressão 3D, é capaz de contribuir com um alto excelente desempenho. 

 

 

A manufatura aditiva industrial na prática 

Já temos em mente que a impressão é um dos eixos da revolução 4.0 no mundo, mas principalmente nas industrias.

Com o planejamento e desenvolvimento corretos, testes e cálculos de resistência da peça, e profissionais capacitados, é possível substituir com o tempo a compra das peças importadas e trabalhar exclusivamente com o 3D, o que é viabilizado pela rapidez e a garantia de economia gerada.

 

Mas, não só de substituição vive a manufatura em modelagem 3D, também sendo utilizada no processo de criação de itens, os quais podem ser integrados no produto final e vendidos ao cliente com a terceirização da criação de algumas das peças do produto.

Você pode por exemplo, fazer a terceirização de uma parte do processo, solicitando a criação de um encaixe em nylon para unir partes de um produto que produz, reduzindo custos de criação de produtos e ampliando sua margem de lucro.

 

 

Melhorando design de peças industriais já existentes e aprimorando aplicações

Em algumas exceções existe a possibilidade de modelar a peça a partir do fragmento de uma peça simétrica quebrada, com o estudo prático da aplicação da mesma ou modelando com base na peça original, o que é sempre mais indicado, pois fragmentos podem perder a precisão gerando retrabalho e atrasando a entrega.

Para todas as peças criadas a partir da modelagem em 3D, o leque de possibilidades é aberto neste instante, podendo ser solicitado que o técnico efetue melhorias no design a partir da peça original, aumentando o reforço da peça no ponto frágil.

Bem como testar outros tipos de desenhos e materiais, os quais possam aumentar a eficiência da aplicação, encontrando assim, um design mais assertivo com o equilíbrio entre aumento de durabilidade e praticidade sem perder a precisão.

 

 

Manufatura aditiva na prática aplicada na MUV 3D Print

Levando em consideração as tolerâncias de uma peça e a necessidade de aplicabilidade da mesma, trabalhamos em um projeto, onde foi desenvolvida uma peça que aguentasse o impacto, absorvendo e dispersando a energia gerada e que ao mesmo tempo fosse justa e firme o suficiente, para trabalhar em um local onde a peça original da máquina não tivesse a capacidade de absorção e quebrando com certa facilidade e constância.

Peças confeccionadas com a tecnologia de manufatura em 3D, podem não substituir todas as peças de uma máquina, mas com toda certeza, auxiliam e garantem que as oportunidades de estudos para melhorias sejam feitas, utilizando a tecnologia como apoio para o sucesso do projeto.

 

Com isso, permitem que estudos e testes sejam feitos nas máquinas de uma linha de produção, diminuindo o valor em manutenção, o que se pode fazer com um baixo custo de produção e rápido tempo de entrega. 

Adicione força de torque, uma pitada de líquidos abrasivos, absorção de impacto, alta performance e aumento da produtividade. Com estudo e planejamento de execução, é possível criar uma infinidade de peças e utilizá-las para diversas aplicações a nível industrial.

 

É sobre isso que estamos falando, impressão 3D não é mais ocorrência apenas em ambientes para decoração e brindes, é a revolução da indústria 4.0 aplicada no nosso dia a dia bem diante dos nossos olhos.    

 

Saiba mais sobre impressão 3D na MUV e tome as melhores decisões!

Sua empresa possui alguma demanda? Entre em contato com a gente e faça um orçamento!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *